9 shares

“C” de Conexão, Criação, Comunidade, Curadoria. “C” de Conteúdo.

Geração X, Y e Z? Nada disso. Existe uma nova geração emergente não definida pela idade, mas pelo comportamento: a Geração C. Os integrantes desse grupo tem algo forte em comum: eles são nativos digitais e excepcionalmente experts num mundo high tech.

Mas os pesquisadores estão tendo problemas para identificar as principais características e exatamente quem pode ser incluído nesta categoria.

 

Quem é a Geração C… e o que eles querem?

 

A ideia de Generation C ou Gen C foi criada por Dan Pankraz, diretor de planejamento e estratégias para o público jovem da DDB Sydney, da Austrália, usado para classificar a comunidade dos youtubers e dos creators (palavra usada nos EUA para definir alguém que produz conteúdo na internet).

O diferencial aqui é que as pessoas identificadas por esse termo formam uma big generation que vive conectada a pessoas e coisas de um modo que nunca foi esperado ou imaginado.

Eles valorizam a mobilidade e conexão, a sensação de pertencer a comunidades e a capacidade de criação de conteúdo.

 

Mobilidade E Conexão, A Sensação De Pertencer A Comunidades E A Capacidade De Criação De Conteúdo.

 

Este grupo vem redefinindo a chamada cultura “mainstream (tendência ou moda dominante). E nesta vibe grande parte dos “imigrantes digitais” também se identificam.

As mídias sociais, os gadgets e a tecnologia sem fio permitem que a Geração C compartilhe dados rapidamente.

Para colocar isso em perspectiva, aqui estão alguns números sobre seus hábitos obtidos de um estudo do Google/IPSOS/NowWhat entre outras fontes:

  • 90% criam conteúdo para a rede pelo menos umas vez por mês
  • 83% postaram uma foto on-line
  • 76% visitam o YouTube semanalmente
  • 59% vêem a internet como sua principal fonte de entretenimento
  • 56% passaram a seguir marcas ou pessoas após assistirem a seus anúncios no YouTube
  • 55% estão conectados a 100 ou mais pessoas através de mídias sociais

 

Definindo a Geração C

 

Definindo Geração C Por Idades

Alguns pesquisadores gostam de definir a Geração C de acordo com a idade de seus membros.

Por exemplo, o CEFRIO (Centre Facilitant la Recherche et l’Innovation dans les Organisations, à l’Aide des Technologies de l’Information et de la Communication), um grupo de transferência de tecnologia público-privado em Quebec, Canadá, considera a Geração C como um grupo de indivíduos nascidos entre 1982 e 1996.

Essa classificação colocaria a Geração C dentro de outra categoria conhecida: a Geração Y ou Millenials (Milênio). De acordo com os pesquisadores William Strauss e Neil Howe, que são autores de vários livros sobre tendências geracionais, os Millennials nasceram entre 1982 e 2001.

 

Definindo Geração C Pelo Foco Tecnológico: Nativos Digitais

Outros especialistas preferem definir a Geração C como um grupo “psicográfico”, isto é um número de indivíduos que compartilham um estado de espírito similar, quer sejam determinados traços de personalidade, valores, atitudes, interesses ou estilos de vida.

Nesta definição, os membros da Geração C têm a característica comum de serem “nativos digitais“, que se voltam para a Internet naturalmente e, por extensão, são indivíduos multitarefas capazes de fazer várias coisas ao mesmo tempo.

São muito inteligentes na Web 2.0. Porém, essas qualidades podem ser encontradas em indivíduos que estão classificados em outras categorias cronológicas.

Dan Pankraz, autor do termo Geração C, diz que existem cinco características principais desse grupo:

 

1. Paixão Por Criação de Conteúdo e Mix Cultural

Eles podem liberar suas forças criativas usando os mais recentes gadgets e gizmos. As empresas gastam milhões de dólares em produtos de marketing que incentivam esta geração a mostrar suas habilidades criativas.

 

2. Tendência de Formar Comunidades Ativas

A Gen C quer pertencer a uma comunidade – comunidades online, para ser mais específico. Afinal, a maioria deste grupo nunca conheceu uma realidade tão próxima além da Era da Internet. Seus integrantes usam meios on-line para permanecer próximo de amigos e família, ter contatos de negócios e se envolver com pessoas com interesses compartilhados.

 

3. Gravitação em Torno de Sites de Mídia Social

Pelas redes sociais eles podem participar de discussões sobre ideias diferentes e se envolver em conversas culturais. A Geração C fica informada sobre as causas que são importantes para seus membros e pode agir para melhorar o ambiente em torno deles.

 

4. Desejo de Estar no Controle

O acesso à informação permite a esta geração controlar suas próprias vidas e estar satisfeita com a complexidade porque seus integrantes são bem equipados para lidar com ela.

 

5. Desejo de Trabalhar em Ambientes Mais Criativos

A Geração C não quer ser restringida por estruturas sociais rígidas. Você verá menos deles trabalhando para empresas que formam o ranking da Fortune 500. Procure esse grupo nas startups.

 

De acordo com o estrategista de marketing do Reino Unido, Jake Pearce, a idade não importa quando se pretende definir a Geração C. O integrante poderia ser um Baby Boomer (nascido entre 1946 e 1960) e se qualificar como parte da Geração C, porque pessoas nessa faixa de idade estão muito presentes no Facebook ou no YouTube.

Dessa forma, uma pessoa poderia fazer parte da geração do Milênio e ainda assim não ser membro da Geração C: se ela não despertou para a criação de conteúdo ou para o movimento da mídia social.

Como um recente relatório do Google coloca: “não é uma faixa etária; é uma atitude e mentalidade definida por características-chaves”.

 

Então, Qual Definição de Geração C Você Aceita?

 

Geração C Não Tem Idade

 

Em alguns casos, a comparação entre a Geração C e a Geração Y pode não importar, uma vez que muitos Millennials dominam a high tech e foram imersos na Internet desde uma idade muito precoce. Muitos deles, portanto, naturalmente caem na categoria Gen C.

Embora a definição psicográfica de Geração C possa parecer muito ampla para alguns, é preciso pensar nela como uma abordagem totalmente diferente para definir um grupo de pessoas – uma que deixa espaço para incluir gente de todas as idades que estão digitalmente inclinadas nesta direção.

Talvez fosse o caso de escolher um nome melhor para este grupo, já que a palavra “geração” pode confundir um pouco. A Universidade da Comunicação está “colada” na C Generation. Que nome você daria?

Fonte: TheBalance

Originalmente publicado pela Selfpoint.com.br


Gostou disso? Compartilhe com os seus amigos!

9 shares

0 Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *