22 shares

Profissionais do texto sabem como é alucinante a demanda por mais conteúdo de qualidade. E a guerra crescente para realizar um copywriting profissional eficaz – seja para atrair visitantes, ou para convertê-los em leads e clientes. Isso mostra a dificuldade de produzir com consistência copies poderosas e de alta qualidade. Para quebrar o burnout (a síndrome do esgotamento) e o bloqueio criativo você precisa ter na mão alguns truques de escrita criativa para usar de bate-pronto.

Aqui está a lista de 35 dicas de alguns dos maiores redatores e publicitários que encontramos, feita por Helen Nesterenko, founder e CEO da Writtent.com adaptada pela equipe da Universidade da Comunicação. Esses truques podem ser usados em seu roteiro de vídeo para o Youtube ou Vimeo, ou em scripts de venda por e-mail e em seu próximo screencast ou, ainda, em artigos para seu blog.

 

 

1. Faça Mais Pesquisas

Todos os grandes redatores e publicitários conhecem o valor da pesquisa. David Ogilvy, o Pai da Publicidade, falou sobre “cuidar da mente consciente com informações” para que ela tenha muito material (referência) para trabalhar. Um dos estudantes de Ogilvy, o legendário redator Gary Bencivenga (que também estudou com vários outros excelentes redatores), disse:

“Os melhores redatores são os pesquisadores mais tenazes. Como os mineiros, eles cavam, perfuram, dinamitam e escavam até ter quantidades volumosas de minério valioso. John Caples me avisou uma vez para reunir sete vezes mais informações interessantes do que eu poderia usar … A pesquisa é a cura infalível para o bloqueio criativo”.

Quanto mais informações você tiver, mais possibilidades de jogar este jogo você tem.

 

 

2. Adicione Mais Interesse

Quando você não sabe mais o que escrever ou a forma de melhorar o seu rascunho, uma sugestão de redação é adicionar interesse. Como David Ogilvy disse certa vez: “Diga a verdade, mas faça a verdade fascinante. Você não pode forçar as pessoas a comprar seu produto. Você só pode interessá-las na compra”.

Então, como você faz sua copy mais interessante e fascinante?

  • Torne seu texto legível e visualmente atraente
  • Use sua personalidade distinta
  • Faça sua proposição de venda única
  • Torne seu conteúdo divertido (desde que o humor promova seu objetivo)
  • Incorpore controvérsia
  • Use sátiras
  • Conte histórias

 

3. Injete Personalidade

Cada escritor criativo ou redator e cada marca tem sua própria identidade, estilo e proposição de venda única (USP). Ogilvy sabia que construir uma personalidade bem definida é a melhor maneira (e às vezes a única maneira) de se diferenciar da concorrência e ganhar uma participação maior de mercado.

Antes de publicar qualquer coisa, certifique-se de que demonstra claramente a personalidade da sua marca – incluindo sua identidade, estilo, escolha de palavras, valores e USP -, além de corresponder às necessidades e desejos do público-alvo, claro.

 

4. Refine O Título

Em seus livros sobre copywriting e publicidade, lendas como Ogilvy e John Caples escreveram capítulos inteiros sobre a criação de títulos poderosos. Aqui estão algumas das melhores dicas sobre redação de chamadas efetivas e linhas de assunto para você começar:

  • Opte por títulos diretos e simples no lugar de frases complicadas ou inteligentes.
  • Lembre-se dos 4 Us: Urgente, Único, Útil, Ultra Específico.
  • Dê aos leitores um benefício – então certifique-se de entregá-lo no corpo da copy.
  • Pinte uma imagem vívida ou estimule uma emoção intensa. Isso chama atenção e aumenta o interesse, e pode transmitir instantaneamente o benefício mais importante.
  • Use o teste de atalhos de David Garfinkel: se você publicou o título e um número de telefone como em um anúncio classificado, isso geraria consultas?
  • Escreva a copy primeiro e, em seguida, retire as frases mais fortes para usar como títulos e subtítulos. Isso garante que suas chamadas combinem com a copy.

O lendário copywriter John Caples dividiu os títulos de sucesso em três grupos. Na sua experiência, em terceiro lugar ficaram os títulos que usaram a curiosidade como chamada, em segundo a novidade, e o melhor de todos os resultados ficou para títulos focados no interesse legítimo do leitor.

Ele sugeriu que os redatores “tentem tocar no interesse legítimo e próprio do leitor em cada título” e “evitar títulos que apenas provoquem curiosidade … a curiosidade por si só raramente é suficiente”.

 

5. Simplifique Seu Conteúdo

Simplificar sua copy não significa necessariamente abandonar o jargão técnico ou escrever para um nível de compreensão lá em baixo. Significa tornar sua mensagem clara e concisa para que seu público-alvo entenda sua oferta e benefícios o mais rápido possível.

O famoso redator Eugene Scwartz colocou desta forma: “Escreva para o cérebro dos chimpanzés – de forma simples e direta”.

 

 

6. Dê Ao Seu Público O Que Ele Quer

O copywriter Gary Halbert conta uma história sobre as melhores vantagens que um restaurante poderia ter. Não foi a ótima comida, os preços baixos ou uma boa localização. A chave para o sucesso de qualquer restaurante é uma multidão com fome. “Comece com um grupo de pessoas que demonstraram fome e, então, satisfaça essa necessidade”.

Você não pode criar o desejo; só pode dedicar-se a ele e canalizá-lo. Um ótimo conteúdo e copy dá ao seu público exatamente o que ele quer.

 

7. Conte Uma História

Um redator novato de 26 anos se sentou em 1926 para escrever um anúncio para a Escola de Música dos EUA vendendo cursos de estudo em casa para músicos presunçosos. Ele poderia ter usado um título de benefício simples, como “Aprenda Piano Em Casa Em 30 Dias – Sem Professor!”

Mas ele não fez isso.

Ele mergulhou mais fundo. Sabia que dominar um instrumento é trabalho árduo, e que as verdadeiras razões pelas quais as pessoas o fazem são para serem populares, ganharem a admiração e inveja de seus amigos e encontrarem a felicidade. Esse copywriter percebeu que o produto real do anúncio não era um curso ou a habilidade de tocar, mas a popularidade e a felicidade decorrentes. Com isso em mente, ele ainda poderia ter usado o clássico título de benefícios, do tipo “Como Ser O Cara Mais Popular De Qualquer Festa!”

Mas ele não fez isso.

Ele sabia que simplesmente descrever a popularidade dos músicos não seria suficiente. Ele precisava do título para ressoar emocionalmente junto aos prospectos. Ele precisava criar uma imagem vívida de um bufão – o tipo de pessoa que ninguém sonhou que poderia tocar – e que deixaria seus amigos atordoados e sem palavras por sua atuação.Sua manchete era “Eles Riram Quando Me Sentei No Piano, Mas Quando Eu Comecei A Tocar!”

Então ele usou a metade de seu espaço publicitário inteiro para contar a história do triunfo pessoal, seduzindo prospectos para ler todo o anúncio e dando-lhes uma visão de todas as possibilidades.

 

 

Esse redator era John Caples, que foi aclamado tanto no “Copywriters Hall of Fame” quanto no “Advertising Hall of Fame” na década de 1970. Esse anúncio que ele escreveu nos anos 20 lançou sua carreira e ainda é considerado um dos pilares do campo do copywriting.

Funcionou porque capturou a atenção pela perspectiva, atraiu seus prospectos para um mundo do qual queriam desesperadamente fazer parte, e os deixou famintos por mais. A história apresentou o produto como quem faria todo trabalho duro de aprender a tocar e superou a objeção de que você precisa de um talento especial para isso (já que mesmo o bufão poderia fazê-lo!).

 

8. Faça A Copy Visualmente Atraente

O bem-sucedido publicitário Leo Burnett desenvolveu ícones simples para simbolizar benefícios e valores de produtos fáceis de entender (como o Jolly Green Giant eo Pillsbury Doughboy). Uma das suas regras de redação era “tornar convidativo” – já que, se o anúncio não convidava e atraía o olhar, ninguém o leria.

O mesmo é ainda mais verdadeiro hoje, com a inundação de conteúdo online, excesso de ruídos, diminuindo a atenção dos leitores e internautas. Se o seu conteúdo não tem o que David Garfinkel chama de recurso visual, ele não será lido ou compartilhado.

Então, como você dá para sua copy um apelo visual? Usando…

  • Um bom tipo de letra que seja fácil e de tamanho suficiente para se ler
  • Pequenos parágrafos
  • Variedade no texto (por exemplo: negrito, itálico, sublinhado)
  • Listas com marcadores ou itens numerados
  • Imagens, ilustrações, gráficos e quadros
  • Parágrafos recortados ou citações
  • Rubricas e subposições
  • Pistas visuais, ou seja, setas apontando para o botão de formulário, p.ex.

 

9. Nunca Seja Esperto ou Inteligente

Como escritores criativos, redatores e marqueteiros de conteúdo, gostamos de brincar com as palavras. Às vezes, tudo bem, dependendo da personalidade da sua marca e do tipo de conteúdo. Mas, na maioria das vezes, ser claro e conciso irá gerar melhores recompensas do que ser inteligente.

Como o redator de milhões de dólares, Gary Bencivenga, disse:

“O copywriting efetivo é uma arte de venda escrita, e não palavras inteligentes. Quanto mais oculta e invisível é sua habilidade de venda, mais eficaz você é. Copywriters que mostram suas habilidades são tão ineficazes quanto os pescadores que revelam o anzol para o peixe”.

 

10. Quebre As Regras

Esta dica de copywriting pode parecer contra intuitiva, mas os melhores redatores sabem quando e como quebrar as regras da gramática, da sintaxe e da mecânica apropriadas. Como David Garfinkel disse: “Eu aconselhei muitos clientes que se sentiam obrigados a usar o “inglês adequado” em suas cartas de vendas … para “esquecerem” seu professor de inglês!”

Fale diretamente de sua perspectiva em linguagem popular, que as pessoas entenderão facilmente. É sempre mais importante do que escrever textos como se fosse para livro. A menos que você esteja escrevendo um livro, claro!

 

11. Mantenha Um Arquivo De Modelos

Uma das dicas de copywriting mais conhecidas é manter um arquivo de modelos – uma coleção de e-mails, anúncios e outras copies ou conteúdos que você ama ou que tenham tido bons resultados. Dessa forma, sempre que você estiver preso a um título difícil ou não sabe o que tentar, você pode ver sua coleção e estimular sua criatividade.

 

12. Tenha Um Propósito Por Trás De Tudo O Que Você Escreve

Com o boom do marketing de conteúdo, muitos publicitários criam conteúdo pelo conteúdo. Ter uma grande biblioteca de conteúdo pode ser extremamente útil, mas apenas se cada peça tiver uma finalidade e se encaixar no plano geral.

Como David Ogilvy disse: “No mundo moderno dos negócios, é inútil ser um pensador criativo e original, a menos que você também possa vender o que você criou”. O conteúdo espirituoso e inteligente por si só não acrescenta. Certifique-se de que seu conteúdo envolve seu público, constrói confiança e encoraja as vendas primeiro.

 

13. Evite A Distração

Às vezes, quando você sente bloqueio ao escrever, o verdadeiro culpado não é a falta de ideias ou palavras, mas a falta de tempo suficiente para se dedicar ao projeto. Se você está tendo problemas, tente esta sugestão:

  1. Feche a porta e desligue o telefone
  2. Feche a caixa de correio eletrônico e desconecte as mídias sociais
  3. Elimine tantas distrações próximas quanto possível
  4. Então, sente em sua cadeira e ajuste um temporizador por 33 minutos
  5. As únicas coisas que você pode fazer durante essa meia hora são: pensar na copy e começar a trabalhar nela
  6. Quando o temporizador disparar, faça uma pausa de 10 minutos e repita o processo

 

Com esse sistema, Schwartz escreveu cerca de 3 horas por dia, 5 dias por semana – e tornou-se um dos redatores mais bem pagos das décadas de 1950 e 1960.

 

14. Pense Fora Da Caixa

David Ogilvy disse: “O talento, acredito, é muito provável que seja encontrado entre não-conformistas, dissidentes e rebeldes”. Não tenha medo de tentar algo diferente e novo, porque isso pode funcionar. Encontre e estabeleça relações com os não-conformistas, dissidentes e rebeldes em seu campo e veja o que as grandes ideias podem desencadear.

Desanexe seu processo de pensamento racional e permita que seu subconsciente faça conexões entre ideias. É aí que você encontrará as melhores ideias de conteúdo e copywriting.

 

15. Use A Linguagem Do Seu Cliente Ideal

Ogilvy também falou: “Se você está tentando persuadir as pessoas a fazer alguma coisa, ou comprar alguma coisa, então você deveria usar sua língua popular, a linguagem que as pessoas usam todos os dias, a linguagem em que eles pensam”.

Falar no seu idioma ajuda as pessoas a conhecer, gostar e confiar em você porque reconhecem as suas palavras. Isso ajuda você a se conectar e construir relacionamentos com as pessoas, e facilmente persuadi-las.

Se você está escrevendo de maneira rígida e restrita, volte e certifique-se de que tudo pareça da maneira como seus clientes pensam. Coloque-se no lugar deles. Sinta-se invisível. Não só a sua copy melhorará pelo exercício, mas sairá com o seu jeito. Isto pode dar início a novas ideias e iluminar o caminho que deve vir em seguida.

 

16. Concentre-se Nos Benefícios

Todo o grande redator aconselha outros escritores a enfatizar os benefícios e não os recursos:

  • John Caples disse: “Os melhores títulos são aqueles que apelam para os benefícios ao leitor”.
  • Eugene Schwartz disse: “Fale sobre o que seu produto faz, não “o que ele é” – e demonstre isso”.
  • Bob Bly disse: “Praticamente toda copy bem sucedida discute benefícios”.

Todo mundo fala sobre esta dica de copywriting porque ela funciona. E é uma solução relativamente fácil se a sua copy atual não estiver tão bem assim. Faça com que cada característica do produto mencionada leve a um benefício.

 

17. Faça Os Prospectos Sentirem Como Se Já Estivessem Recebendo Algo

Outra grande dica sobre copywriting de Schwartz é garantir gratificação instantânea. Quando os prospectos obtêm algo valioso apenas pela leitura, eles aprendem a confiar em você e a acreditar que você entrega o que promete.

Este truque de redação dá aos prospectos um prazer para que seu desejo real alimente as suas ações, não apenas curiosidade. Esta é uma das razões pelas quais o marketing de conteúdo funciona tão bem.

 

18. Faça Perguntas Para Que Os Leitores Digam “Sim”

Esta é uma técnica de persuasão clássica usada por Sócrates e vendedores de carros usados, rsrsrs. A teoria afirma que se você tiver perspectivas de dizer “sim” com mais frequência, será mais provável que diga “sim” novamente.

O redator de malas diretas, Parris Lampropoulos, usa esta técnica de uma maneira diferente: “Na copy de vendas, vou colocar uma questão aqui e ali, mas com mais frequência, eu faço isso como declaração. Entende? Uma dessas afirmações que levam os prospectos a balançar a cabeça”.

Se eles estão dizendo “sim” e acenando com a cabeça, você os capturou.

 

19. Apele Para A Emoção

No início de sua carreira, Lampropoulos viu uma oportunidade única de redação criativa. Além de embalá-la com elementos de prova, testemunhos e justificativas de preços, ele também “trabalhou todas as emoções possíveis que o leitor poderia ter”. Foi um dos seus pacotes de mala direta mais bem sucedidos, que ele enviou por quatro anos.

O truque para incorporar emoções em sua copy é perguntar-se: qual é o desejo mais profundo do meu prospeto agora? Você pode apelar para muitas emoções, mas os principais drivers de emoção – as emoções mais fortes e profundas não governadas pelo pensamento racional – são:

  • Medo
  • Ganância
  • Culpa
  • Exclusividade
  • Raiva
  • Libertação
  • Adulação

 

 

20. Experimente Um Ângulo Ou Gancho Único

Quando perguntado sobre seu processo para escrever stock stories e promoções para boletins financeiros, Parris Lampropoulos disse:

“Primeiro, eu vou para Fortune, Forbes e Business Week e leio todos os artigos que posso encontrar da empresa recomendada. Então eu faço algo incomum: eu sento e começo a escrever bullets de “fascínio” para esses artigos. Ao fazer isso, encontro todos os tipos de ângulos de vendas inexplorados. Esses ângulos me levam ao “gancho” para a história. E uma vez que eu tenho o gancho, a história quase se escreve”.

Os blogs e as revistas que você lê podem ser muito diferentes, mas o princípio é o mesmo: comece por pesquisar boas fontes, aprofundar a busca de coisas diferentes, interessantes, incomuns ou inéditas. Esses nuggets de ouro se tornam o ângulo ou o gancho que você precisa para chamar a atenção e gerar interesse.

 

21. Cancele As Palavras Certas

Uma das dicas de redação mais antigas é não usar adjetivos e advérbios para fazer uma frase boa o suficiente. Rastreie as palavras que sejam melhores para transmitir a mensagem, a emoção ou imagens.

Isso torna sua copy mais forte. Seja como um redator invisível para que o leitor possa sentir ou ver ou entender melhor o que você deseja transmitir.

Como Mark Twain disse: “A palavra certa é a diferença entre relâmpagos e vagalumes”.

 

22. Use A Voz Ativa

Mais forte e geralmente mais curta do que a construção passiva, a voz ativa é mais fácil de entender e transmite sua mensagem melhor e mais rápido. A voz passiva faz você parecer fraco, reativo ou submisso, enquanto a voz ativa assume o comando.

Por exemplo, a frase passiva “Mais de 5.000 clientes ajudaram nossos serviços” é muito mais forte na voz ativa: “Nós ajudamos mais de 5.000 clientes”.

 

23. Substitua “Palavras Vazias” Por Imperativos E Promessas

Prevenir-se com comandos e palavras firmes como “pode ser” e “você poderá” são uma maneira de se proteger, mas isso faz você parecer desejoso e incapaz de entregar. Percorra sua copy e substitua cada palavra vazia” (do tipo “pode ser”, “espero”, “poderia”, “talvez”, “é provável”, etc) por uma palavra imperativa ou de promessa apropriada (do tipo “você será”, “consegue”, “faça”, “ganhará”, etc).

Isso fortalece sua copy e faz você parecer confiante no resultado, o que constrói a confiança dos clientes.

 

24. Apoie Suas Promessas

Você vai parecer ainda mais confiante e criar mais confiança e credibilidade quando provar seu objetivo com dados confiáveis. Apoie seus benefícios e outras promessas com provas.

Assim você convence os leitores céticos e mostra que realmente sabe do que está falando. Algumas ideias para dar apoio às promessas de seu copywriting incluem:

  • Fatos e Estatísticas
  • Metodologias e Processos
  • Depoimentos e Congratulações
  • Estudos de Caso
  • Histórias de Sucesso

 

25. Use Exemplos Específicos

Redatores de currículos e conselheiros de escolas indicam que você inclua dados e números específicos em seu CV porque eles rapidamente transmitem sua experiência e habilidades. Este truque de redação funciona em quase tudo o que você escreve, e torna sua copy mais forte, atraindo atenção e fazendo com que você pareça mais confiável – e memorável.

Como Bob Bly, um dos maiores redatores da América, diz: Uma vez que tanta publicidade é vaga e geral, ser específico em sua copy separa você da mesmice e cria interesse“.

 

26. Avalie Quantas Vezes Sua Copy Usa “Você” x “Nós”

O marketing de conteúdo e o copywriting efetivo sempre começam com o cliente. É por isso que ninguém quer ler brochuras ou sites que apenas falam sobre a empresa. Isto explica porque a copy que fala diretamente usando a perspectiva do leitor obtém mais resultados.

Quando você se certifica de que sua copy usa a palavra “você” pelo menos duas vezes mais do que a palavra “nós” ou a sua marca, você se concentrará naturalmente nas necessidades e desejos de seus clientes. Sua copy será mais forte e você receberá mais tráfego, leads e vendas.

Derek Halpern da Social Triggers é um ótimo exemplo. Em um post sobre a criação de páginas “Sobre Nós” incríveis, ele explica por que é importante incluir um título orientado para os benefícios … a apresentação orientada para benefício … e a prova social.

Para ver sua dica em ação, confira a página “Sobre” de Social Triggers. Há muitos “eu” e “disparadores sociais” lá – mas também há toneladas de “você”. Ele fala diretamente com sua audiência para que ela saiba exatamente o que pode esperar dele.

 

27. Incorpore Os Fundamentos Da Redação Persuasiva

De acordo com o “America’s Top Copywriter”, Bob Bly, os fundamentos do copywriting persuasivo são:

  • Gerar atenção
  • Concentrar-se no cliente
  • Enfatizar os benefícios
  • Diferenciar você da competição
  • Provar sua proposta de valor
  • Estabelecer credibilidade
  • Construir valor
  • Fechar com um apelo à ação

 

 

Dependendo do seu produto, prospecto e tipo de conteúdo, você não precisará usar todos os oito fundamentos. Por exemplo, nomes de marcas estabelecidos talvez não precisem se preocupar com prova e credibilidade.

Entretanto, é importante você manter esses fundamentos em mente enquanto escreve e revisa. Isso pode ajudá-lo a criar uma copy mais forte e atraente.

 

28. Use Imagens

A imagem ajuda o leitor a entender instantaneamente uma situação ou benefício (e, torna sua copy mais interessante de ler). O redator David Garfinkel diz que um de seus títulos e slogans favoritos é esse usado para promover um serviço de encanamento: “Ligue para Roto-Rooter – esse é o nome – E jogue os problemas, pelo ralo!”

Sobre a frase, ele completa: “Uau – é essa perfeição em uma linha, ou o quê? Você recebe um apelo à ação, identificação da empresa e uma descrição visual do benefício”. E o texto traz a imagem do dreno associado transmitindo instantaneamente o benefício.

 

29. Comece Com Seu Ponto Mais Forte

Muitos redatores mostram seus pontos fortes no final do script, quando deveria ser o contrário. Mais prospectos vão ler o começo do texto do que o fim, então, colocar sua melhor ideia em primeiro lugar é mais persuasivo.

Os pontos mais fortes geralmente atraem a atenção melhor do que os pontos mais fracos, tornando-os ideais para o início do texto.

 

30. Crie Credibilidade

Outro redator de sucesso, Steve Slaunwhite, disse:

“Na minha experiência, a chave número um para a persuasão é esta: comunicar confiança. Se fizer isso bem feito, você, pelo menos, tem a chance de criar envolvimento e de persuadir o leitor. Se não fizer isso bem feito, no entanto, nenhuma quantidade de técnicas extravagantes de copywriting o salvará”.

Você pode criar credibilidade e confiança, mencionando credenciais como:

  • Garantia Forte, Retorno Certo
  • Políticas de Privacidade e Segurança
  • Depoimentos e Dados Sobre Seu Histórico
  • Experiência em Negócios
  • Inovações e Prêmios
  • Publicações (Presença na Mídia)
  • Associação e Participação em Sociedades Profissionais ou Empresariais
  • Selos de Aprovação e Certificações
  • Classificações Pessoais ou da Empresa (Ranking)
  • Resultados de Pesquisas Independentes
  • Cobertura da Mídia

 

31. Mencione O Tópico Mais Importante Pelo Menos Três Vezes

Esta é a teoria do “golpe extraordinário” de Winston Churchill, que diz para não ser sutil ou inteligente em relação ao seu argumento mais importante. Richard Perry afirma: “Use um bate-estaca. Acerte o ponto uma vez. Então volte e bata nele novamente. Então, acerte uma terceira vez – uma enorme pancada”.

Redatores e marqueteiros bem-sucedidos usam esta técnica de repetir três vezes o tempo todo.

  • Derek Halpern aconselha colocar um formulário de inscrição em três lugares em sua página “Sobre”.
  • Muitos marqueteiros incluem em seu e-mail marketing três links para direcionar cliques (basta ver alguns que você recebe).
  • As páginas de destino (landing pages) mais extensas geralmente têm três áreas de CTA.

Se algo é importante, diga isso no início, novamente no meio, e de novo no final.

 

32. Enfatize O Valor

O top copywriter americano, Bob Bly, diz: “Não é suficiente convencer os prospectos de que você tenha um ótimo produto ou um serviço superior. Você também deve mostrar que o valor de sua oferta supera o preço que você está pedindo”.

Mostrar o valor total também é conhecido como a técnica drop-in-the-bucket, onde o custo de compra é uma coisa pequena em comparação com os benefícios que sua oferta oferece. Isso funciona tanto para capturar endereços de e-mail e comentários de blog, como para vender produtos.

Motivo: os leitores cedem algo que eles valorizam – seu tempo, endereço de e-mail, sua privacidade – para obter algo de valor maior em troca.

Esta dica de copywriting fundamental funciona muito bem em conjunto com a dica #17, proporcionando gratificação instantânea. Se o prospecto já obtém valor de seu conteúdo, para ele o valor de sua oferta deverá corresponder ao investimento.

 

33. Inclua Um Forte Apelo À Ação

Se você não solicitar especificamente às pessoas que façam algo, é provável que elas não o façam. De postagens em blog até e-mails para atualizações sociais de páginas de destino, tudo o que você escreve, deve fechar com uma chamada para ação (em inglês, call-to-action, ou CTA).

Para tirar o máximo proveito de suas CTAs, certifique-se do seguinte:

  • Combine o perfil do cliente (buyer persona) com o estágio do ciclo de compra (buying cycle)
  • Ofereça algo de valor
  • Ofereça algo que o cliente realmente quer
  • Reitere o seu benefício mais importante ou use o melhor driver emocional

 

34. Torne O Conteúdo Algo Pessoal

O copywriter David Garfinkel diz que o conteúdo bem-sucedido é pessoal e não usa linguagem formal ou linguagem “rigorosa” de uma tarefa escolar. Ele recomenda escrever em um estilo mais pessoal e descontraído, como se você estivesse tendo uma conversa individual com seu prospecto.

A pesquisa indica que os e-mails personalizados convertem melhor do que as mensagens massivas, e a maioria dos marqueteiros da internet sabe que os blogs mais bem sucedidos empregam o estilo descontraído e pessoal.

 

35. Organize Seu Texto Usando Uma Fórmula

AIDA é um formato popular de cartas de vendas por um motivo – funciona. Usando a estrutura AtençãoInteresseDesejoAção (ou a versão de John Caples, atenção-interesse-ação), você terá facilidade de saber exatamente o que escrever em seguida.

Aqui estão alguns outros frameworks e fórmulas para ajudá-lo a começar:

  • A fórmula favorita de redação de Dan Kennedy é PAS, ou Problema – Agitação – Solução. Isso funciona porque as pessoas são mais propensas a agir para evitar a dor do que para obter ganho.
  • O Copyblogger promove um framework simples, o “1-2-3-4” que ajuda o redator a se concentrar no cliente e incorporar os fundamentos de persuasão mais importantes.
  • Use fórmulas essenciais de copywriting e checklists para tornar a sua copy tão forte e poderosa quanto possível.

Quais dicas e truques de copywriting você usa? Gostaríamos de ouvir o que funciona para você!


Gostou disso? Compartilhe com os seus amigos!

22 shares

0 Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *